Theodore Herman

 

Theodore Herman Albert Dreiser (Terre HauteIndiana27 de agosto, de 1871 –28 de dezembro de 1945) foi um escritor e ativista político norte-americano. SucedeuFrank Norris como o escritor mais representativo do naturalismo nos Estados Unidos.

Seu pai era um imigrante alemão católico, enquanto a mãe pertencia a uma comunidade menonita de agricultores estabelecidos em DaytonOhio, tendo sido repudiada após seu casamento e conversão ao catolicismo. Theodore era o 12º. de 13 filhos – o nono de dez sobreviventes.

De 18891890, Theodore freqüentou a Universidade de Indiana, antes de ser reprovado. Por vários anos, escreveu para o jornal Chicago Globe and depois para o St. Louis Globe-Democrat.

O seu primeiro romance, Sister Carrie (1900), conta a história de uma mulher que troca a vida do campo por uma vida fútil na cidade de (ChicagoIllinois). O segundo romance,Jennie Gerhardt, foi publicado no ano seguinte. Grande parte da obra subseqüente de Dreiser trata de injustiças sociais.

Seu primeiro sucesso comercial, Uma Tragédia Americana (1925), é a história de um jovem de caráter instável surpreendido por acontecimentos que o levam à execução por assassinato. O romance deu origem a um filme em 1931 e novamente em 1951.

Dreiser não é tão apreciado por seu estilo mas sobretudo pelo realismo de seu trabalho, pela construção dos personagens e por seus pontos de vista sobre o estilo de vida americano. Teve grande influência sobre a geração de escritores americanos que se seguiu à sua.

Politicamente , Dreiser envolveu-se com várias campanhas contraq a injustiça social, incluindo o linchamento do sindicalista Frank Little, um dos líderes da Industrial Workers of the World, o caso Sacco and Vanzetti, a deportação de Emma Goldman e a condenação do líder sindical Thomas Mooney.

Em 1935 a associação das bibliotecas de WarsawIndiana ordenou a queima de todos os trabalhos de Dreiser existentes nos acervos.

Dreiser, um militante socialista ou antes, comunista, escreveu vários livros de não-ficção sobre quetões políticas, dentre os quaisDreiser Looks at Russia (1928), sobre sua viagem à União Soviética, em 1927, Tragic America (1931) e America is Worth Saving (1941). Elogiou a União Soviética sob Stalin durante o Grande Terror e a alinça com Hitler.

Filiou-se ao Partido Comunista Americano em agosto de 1945. Em dezembro, faleceu em Hollywood, de ataque cardíaco, aos 74 anos. Encontra-se sepultado no Forest Lawn Memorial Park (Glendale)GlendaleLos Angeles, nos Estados Unidos.

 

 

http://en.wikipedia.org/wiki/Theodore_Dreiser

 

Colaboradora: Nazaré

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s